cavalo-marinho-projeto-ambiental-porto-de-galinhas

Áreas de proteção ambiental em Porto de Galinhas: conheça um pouco dos principais projetos

Antes de mais nada, Porto de Galinhas é conhecida por suas piscinas naturais formadas entre corais com águas mornas e cristalinas que encantam a todos.  Porém, o que muito não sabem é que Porto de Galinhas é o destino brasileiro que mais se preocupa em valorizar seu patrimônio ambiental. 

Em 2016, o Ministério do Turismo considerou o destino o que mais evoluiu na valorização de seu patrimônio ambiental. O município de Ipojuca tem uma efetiva atenção à preservação das reservas ecológicas, e diversas ações relacionadas ao meio ambiente e o correto descarte de resíduos dos serviços de saúde.

Nesse sentido, surgiram projetos de proteção ambiental na região que lutam pela preservação de animais marinhos, além de realizar atividades de pesquisa, educação e inclusão social como formas de conscientização e ação populares.

Conheça agora algumas áreas de proteção ambiental em Porto de Galinhas projetos!

Projeto Hippocampus

Primeiramente, um dos importantes projetos ambientais realizados em Porto de Galinhas é o Hippocampus. Criado em 2001, o projeto busca preservar e pesquisar sobre a vida dos cavalos-marinhos que estão ameaçados de extinção. 

O trabalho desenvolvido na sede tem ênfase na bioecologia e cultivo das três espécies brasileiras de cavalos-marinhos: Hippocampus reidi, Hippocampus erectus e Hippocampus Patagonicus. 

Além das atividades de pesquisa, o projeto mantém um centro de visitação com aquários marinhos com visitas guiadas com biólogos e veterinários.

Se você quiser ajudar e aprender mais sobre o período de vida e de incubação dos cavalos-marinhos, além de boas práticas que podem ajudar na preservação desses animais, a visita é mais que indicada!

O projeto Hippocampus fica aberto para visitação todos os dias das 9h às 12h50 e das 14h30 às 16h50. O ingresso custa R$ 20,00 por pessoa, porém, crianças até 1,20m e adultos acima de 60 anos pagam meia entrada. Conheça o projeto!

Foto: justlia.com.br

Projeto Ecoassociados

Em 2003, a ONG Ecoassociados foi fundada por Carlos Fernando, uma organização associativa, pública de direito privado, sem fins lucrativos, que começou a desenvolver suas ações em prol do meio ambiente no município do Ipojuca.

A ONG dedica-se à pesquisa, proteção, ao tratamento e ao mapeamento genético das tartarugas-marinhas, que anualmente ocupam 12 km de praias da região para fazer ninhos e desovar. Além disso, atua na educação ambiental e na formação de profissionais, através do programa de voluntariado.

Durante seus anos de monitoramento, a Ecoassociados já protegeu mais de 1.900 ninhos e mais de 142 mil filhotes que foram liberados com segurança até o mar.

Foto: ONG Ecoassociados

Bem como, a ONG também possui um museu, aberto à visitação que se propõe a ser um ambiente de compartilhamento do conhecimento sobre tartarugas marinhas e seus status atual no Brasil e no mundo.

O Centro de Conservação de Tartarugas Marinhas é aberto todos os dias, das 9h às 12h e das 14h às 17h e o ingresso custa R$20,00 e R$10,00. Todo valor arrecadado é revertido para a manutenção do projeto. Vale demais a visita!

COMPARTILHAR

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Adultos, 0 Crianças
Adultos
Crianças
Guardar Informação
Reserve agora, com o melhor preço garantido
Open chat